Atualmente a área de geriatria veterinária tem crescido de forma exponencial, gerado muito lucro para os empreendedores que investem nesta especialidade veterinária.

Segundo os dados levantados pela Labyes – empresa especialista…

Geriatria veterinária: Por que é um investimento que está trazendo muitos lucros?

Publicado em 13/12/2019 | Atualizado em 13/12/2019


Atualmente a área de geriatria veterinária tem crescido de forma exponencial, gerado muito lucro para os empreendedores que investem nesta especialidade veterinária.

Segundo os dados levantados pela Labyes – empresa especialista na medicina veterinária para pequenos animais – estima-se que 40% da população de cães e gatos se encontrem em idade geriátrica.

Seguindo esses números, os negócios veterinários e do ramo pet estão cada vez mais investindo em profissionais especializados, criação de terapias específicas e um mix de produtos voltados para terceira idade dos pets.

Os cães, gatos e todos os tipos de animais de estimação, quando ficam idosos, precisam de cuidados especiais, assim como nós, humanos.

Com os exames físicos e laboratoriais é possível identificar as necessidades especiais, problemas de saúde específicos e fazer o controle das doenças que podem surgir devido ao envelhecimento dos animais de estimação.

Observando esse cenário, aproveite agora mesmo para entender tudo sobre geriatria veterinária e por que esse é um investimento que está se tornando muito lucrativo no mercado pet. Acompanhe!

O que é geriatria veterinária e por que ela é importante?

A geriatria veterinária busca atender os animais idosos e o conjunto de alterações que afeta o organismo dessa faixa etária. Esse conhecimento especializado permite que profissionais veterinários tomem ações para restabelecer o equilíbrio do organismo do pet.

Além disso, o veterinário geriatra também é capaz de propor mudanças de hábito na vida dos pets, proporcionando maior longevidade e qualidade de vida.

Podemos ver assim que a geriatria veterinária é uma área que está em expansão, pois ela ajuda a cuidar e prevenir doenças nos animais de estimação, como cães, gatos e outros.

Todos os donos de pets costumam ter um grande amor por seus animais, por isso, consideram fundamental levá-los ao médico veterinário periodicamente.

E, quando os animais estão idosos, este cuidado tem que ser redobrado. Sendo assim, é comum que a visita à clínica veterinária seja ainda mais constante.

Dessa forma, oferecer o serviço de geriatria veterinária é extremamente lucrativo.

Geriatria veterinária: Quais exames oferecer em sua clínica veterinária?

É recomendado por médicos veterinários que os donos de pets idosos levem seus animais de estimação pelo menos uma vez por ano até uma clínica veterinária para que ele passe por exames gerais.

Powered by Rock Convert

Mas os cães, gatos e outros animais idosos não devem ser submetidos apenas aos exames gerais uma vez por ano, como também, por exames especializados, no mínimo, a cada seis meses.

Assim é possível evitar complicações e disponibilizar os cuidados geriátricos que eles precisam. Dessa forma, é possível detectar doenças crônicas e enfraquecimento de órgãos como o fígado, pâncreas, rins e coração.

Sendo assim, sua clínica veterinária deve oferecer exames como hemograma, raio-x, ultrassonografia, ecocardiograma, função hepática, função renal, triglicérides e glicose.

Além disso, é importante oferecer outros exames de acordo com o histórico de saúde do animal de estimação.

Ao selecionar os serviços oferecidos, não se esquece de verificar se em sua região há profissionais competentes para compor sua equipe veterinária especializada em geriatria.

Como identificar se o pet está idoso?

Os pets idosos vão sempre precisar de cuidados especiais que devem ser feitos por especialistas da área de geriatria veterinária.

Ao conhecer bem os seus clientes e os animais de estimação que você atende, é possível identificar quando o pet precisará ser atendido por um médico especialista.

No caso dos cães, há diferença de acordo com o porte, uma vez que os maiores envelhecem mais rapidamente.

Os cachorros maiores costumam ficar idosos por volta dos 8 anos de idade. Os cães de pequeno porte costumam apresentar mais sinais de envelhecimento à partir dos 12 anos de idade.

Cada pet pode começar a apresentar sinais de velhice como pelos brancos, menos brilhantes e macios. Também é possível verificar o surgimento de manchas, mau-hálito e olhos opacos.

Além das alterações físicas visíveis, também é possível notar o envelhecimento através da mudança de hábitos e comportamento, como, por exemplo, cansaço excessivo, sonolência, e dificuldade de locomoção.

Como organizar seu negócio veterinário com diversas especialidades?

O software de gestão veterinária BensVET contribui com diversos recursos a gestão veterinária, como ferramentas clínicas que ajudam na organização das informações através de fichas clínicas especializadas.

Com o sistema você pode anexar documentos, fotos e vídeos no prontuário do animal. Dessa forma, fica muito mais fácil segmentar os pets atendidos de acordo com o tipo de especialidade que eles necessitam.

Portanto, se você está pensando em oferecer o serviço de geriatria veterinária, conte com um software de gestão moderno para ajudá-lo a ter mais controle, melhorar seu atendimento e aumentar seu lucro!



Deixe seu comentário

Grupo Ambplan - Todos direitos reservados - 2020