Não é novidade que a pandemia do Covid-19 está afetando todos os tipos de negócios. No setor veterinário não é diferente. Afinal, com as pessoas em casa e os comércios…

7 dicas para vender produtos e serviços veterinários durante a crise do Covid-19

Publicado em 30/04/2020 | Atualizado em 30/04/2020


Não é novidade que a pandemia do Covid-19 está afetando todos os tipos de negócios. No setor veterinário não é diferente. Afinal, com as pessoas em casa e os comércios fechados, está cada vez mais difícil vender produtos e serviços veterinários durante a crise.

Neste momento, mais do que nunca, é hora de buscar novas estratégias para conseguir se manter no mercado e amenizar o impacto do coronavírus nas atividades veterinárias.

A boa notícia é que existem algumas maneiras bem fáceis de continuar atraindo clientes para o seu negócio veterinário, mesmo durante a pandemia. Pensando nisso, reunimos algumas dicas simples para você aplicar agora mesmo em sua clínica veterinária ou pet shop. Confira!

1. Adapte seu atendimento e comunique aos funcionários

Adapte seu horário de funcionamento, orientações de higiene e segurança e, as novas formas de atendimento, demonstrando preocupação com o bem-estar de seus clientes e transmitindo a todos os funcionários do seu negócio.

A comunicação clara e direta com os colaboradores é essencial em todos momentos, principalmente em períodos de crise. Por isso, procure manter os funcionários da sua clínica veterinária ou pet shop cientes destas alterações.

2. Mantenha seus clientes informados sobre as mudanças

Lembre-se que, mesmo durante a quarentena, os pets precisam de cuidados veterinários, alimentos ou outros produtos específicos. Então, certamente seus clientes precisarão entrar em contato com o seu negócio veterinário e, quando isso acontecer, eles deverão saber como serão atendidos.

Por isso, mantenha um contato direto com eles para comunicar as mudanças adotadas pelo estabelecimento.

3. Reforce a divulgação digital

Se a sua clínica veterinária ou pet shop ainda não está presente ou não utiliza as plataformas digitais para fazer negócio, está na hora de mudar isso!.

Seja nas redes sociais, e-mail ou WhatsApp: aproveite os canais digitais para vender seus produtos e serviços veterinários. É válido criar promoções especiais, informar sobre horários de funcionamento, solucionar dúvidas e muitas outras ações.

Essa dica não é válida apenas durante a crise do Corona vírus! Na verdade, o seu negócio veterinário pode (e deve!) ter uma presença online constante para impulsionar as vendas e o relacionamento com os clientes.

4. Faça entregas

Uma das melhores maneiras de conseguir vender produtos veterinários na crise, é oferecendo o serviço de entregas a domicílio. Então, se o seu negócio ainda não utiliza essa modalidade de trabalho, precisa mudar urgentemente!

Powered by Rock Convert

Para isso, você pode contratar o trabalho de um motoboy ou mobilizar a sua equipe de colaboradores para realizar as entregas. Dessa maneira, você atende a maioria das regiões da cidade e não perde vendas.

5. Analise os novos hábitos de consumo e procure inovar

É fato que a forma de consumo mudou. Negar isso só vai prejudicar o seu negócio e, cá entre nós, aposto que não é isso que você deseja. Portanto, se você ainda não começou a se reinventar, comece agora mesmo!

Uma dica valiosa é analisar as mudanças nos hábitos de consumo e comportamento dos clientes e como isso reflete em seu negócio.

Com a quarentena, os tutores estão passando mais tempo em casa com os seus pets. Isso pode significar que os serviços de banho e hospedagem sejam dispensados por um tempo. Por outro lado, a demanda por itens de higiene para cuidar dos animais em casa tende a crescer.

Nesse sentido, você pode criar kits para os pets que estão em isolamento com itens de higiene, medicamentos e acessórios, por exemplo. Enfim, fique de olho nos sinais que os consumidores estão dando e saia na frente dos concorrentes com produtos e serviços inovadores.

6. Siga as recomendações de prevenção

Você pode criar diferentes ações para vender produtos e serviços veterinários durante a quarentena do Corona vírus. Contudo, isso precisa ser feito com responsabilidade para prevenir a disseminação do vírus e garantir a saúde de clientes e colaboradores.

Portanto, certifique-se de seguir todas as recomendações de prevenção, como intensificar a higienização do estabelecimento e atendimento com uso de máscaras.

Além disso, é válido tomar outras atitudes, como atendimento com hora marcada e consultas veterinárias à domicílio.

Não deixe de comunicar seus clientes sobre as ações preventivas que estão sendo adotadas clínica veterinária ou pet shop. Dessa forma, eles se sentirão mais seguros ao comprar em seu estabelecimento.

7. Planeje-se para o fim da crise

As principais previsões indicam que a pandemia terá impacto nos negócios por até 4 meses. Então, além de se esforçar para vender produtos e serviços veterinários durante a crise, você precisa estar preparado para se manter no mercado após este período.

Portanto, aproveite o tempo ocioso para transformar a crise em oportunidade para o seu negócio veterinário. Experimente avaliar o seu modelo de negócio, fazer um planejamento estratégico para os próximos meses e buscar conhecimento. Também é válido atualizar os dados dos clientes, rever o estoque e pensar em novos produtos e serviços.


Essas dicas para vender produtos e serviços veterinários durante a crise do Covid-19 foram úteis para você? Inscreva-se na nossa Newsletter e continue acompanhando o blog BensVET para se manter atualizado!



Deixe seu comentário

Grupo Ambplan - Todos direitos reservados - 2020