Oferecer um excelente atendimento aos clientes e proporcionar o bem-estar aos animais pode ser uma tarefa fácil para veterinários que empreendem na área. Mas, quando o assunto é o planejamento…

Passo a passo: planejamento financeiro para negócios veterinários

Publicado em 06/12/2019

Oferecer um excelente atendimento aos clientes e proporcionar o bem-estar aos animais pode ser uma tarefa fácil para veterinários que empreendem na área. Mas, quando o assunto é o planejamento financeiro da empresa, isso se torna um desafio? Sem problemas!

Você não precisa ser um especialista no assunto para organizar as finanças do seu negócio veterinário. Contudo, é interessante buscar conhecimento para aprender a fazer um planejamento financeiro para sua clínica, hospital ou pet shop.

Basicamente, um plano financeiro é uma previsão de desempenho futuro para uma empresa. Assim, ao considerar todas as despesas e estimativa de faturamento, é possível gerenciar melhor o fluxo de caixa e se preparar para diferentes cenários.

Quer aprender a fazer o planejamento financeiro do seu negócio veterinário? Então continue a leitura e confira o passo a passo para garantir o sucesso financeiro do seu empreendimento!

1º Passo: Conheça a situação da empresa

Primeiramente, é necessário ter um panorama geral do seu negócio veterinário.    Nesta etapa, analise cada um dos aspectos que podem interferir no planejamento financeiro, dentre eles:

  • Quais são os pontos positivos e negativos do seu negócio?
  • Há quanto tempo está no mercado?
  • Quais os produtos e serviços ofertados?
  • Como está a competitividade no mercado?
  • Qual o público-alvo?

Depois de responder às questões acima, faça um balanço patrimonial da empresa. Esse documento consiste em uma demonstração contábil que detalha a situação financeira de um negócio em um determinado momento.

Somente depois de conhecer a atual situação da empresa, é possível seguir com o planejamento financeiro, estipulando metas e controlando os gastos futuros.

2º Passo: Coloque todas as despesas “no papel”

Ter controle e conhecimento sobre todas as despesas é fundamental para o sucesso de uma empresa. Portanto, ao fazer o planejamento financeiro do seu negócio veterinário, certifique-se de registrar todos os gastos e contas a pagar – de preferência em um sistema informatizado, como o BensVET.

Inclua os gastos com:

Powered by Rock Convert
  • Pagamento de funcionários;
  • Aluguel;
  • Compras de mercadorias;
  • Serviços essenciais, como luz, água e internet;
  • Manutenção;
  • Novos investimentos, como compra de novos equipamentos;
  • Gastos gerais.

Depois de listar todas as despesas, revise cada um dos itens e avalie o que realmente é indispensável, o que pode ser reduzido e o que deve ser eliminado.

3º Passo: Projeção de faturamento

Todo planejamento financeiro também precisa considerar o faturamento do negócio. Para ter uma estimativa do seu faturamento mensal, analise os ganhos dos últimos meses. Considere toda a fonte de receita do seu negócio veterinário, incluindo a venda de produtos ou prestação de serviços, como consultas.

Essa tarefa pode ser tornar muito mais fácil se você utilizar um sistema de gestão veterinária ou pet. Afinal, um software online como o BensVET guardará um histórico de todos os seus faturamentos anteriores, podendo ser consultado quando quiser.

Com o faturamento médio em mãos, chegou a hora de projetar os seus ganhos a curto, médio e longo prazo. Para isso, considere a receita esperada ao longo de determinado período e crie um plano para alcançá-lo. Faça algumas perguntas, como:

  • Quais são as fontes de receitas atuais?
  • Como diversificar as fontes de receitas?
  • A precificação dos produtos e serviços está adequada?
  • Existe alguma data comercial importante nos próximos meses?

IMPORTANTE: Na hora de fazer a projeção do faturamento, lembre-se de considerar diferentes cenários: um pessimista, um realista e outro otimista. Dessa forma, você consegue se preparar para diferentes situações e evita surpresas desagradáveis.

4º Passo: Coloque em prática

Após analisar a situação da empresa, contabilizar as despesas e o faturamento, chegou a hora de botar a mão na massa e colocar o planejamento financeiro em prática! Nesta etapa, é preciso partir para a ação com as seguintes medidas:

  • Estipule as metas e objetivos que vão ajudar a alcançar sua projeção de faturamento. Por exemplo, aumentar as vendas em 20% nos próximos 3 meses;
  • Definir as ações necessárias para concretizar as metas financeiras. Ou seja, se você quer aumentar as vendas, pense no que será necessário para conseguir isso;
  • Crie um cronograma para executar cada uma das ações;
  • Mensure os resultados.

Uma dica essencial é documentar tudo! Anote quais são os objetivos, ações e resultados. Somente assim será possível avaliar o desempenho das suas estratégias.

Dica extra: separe o profissional do pessoal

Um erro comum entre veterinários que gerenciam seu próprio negócio é misturar as suas finanças pessoais com as da empresa. Por exemplo, tiram o dinheiro do caixa para cobrir o almoço ou qualquer outro gasto pessoal e nunca repõem.

Isso causa um descontrole financeiro tanto na vida pessoal quanto na área profissional. Se esse é o seu caso, sugiro que leia um artigo sobre finanças para veterinários aqui no blog do BensVET. Aposto que o conteúdo será útil para ajudar no planejamento financeiro do seu negócio veterinário e na sua organização financeira pessoal!

Quer mais dicas? Registre em nossa newsletter e receba novidades exclusivas para gestão do seu negócio pet ou veterinário.

Deixe seu comentário

Grupo Ambplan - Todos direitos reservados - 2019